14 de ago de 2007

Dicas linux


Como instalar o Debian Unstable com KDE?

O Debian é uma distribuição Linux que eu uso e recomendo para aqueles que querem "entender" realmente o que fazem e como funciona o Linux. Para quem quer ter um ótimo Linux, mas com uma instalação mais tranquila, recomendo o Ubuntu
Lembrando a melhor instalação do debian é feita apenas com o primeiro CD (que tem em torno de 80MB) com a instalação mínima (apenas console).

Depois de instalado (boot por CD), edite o arquivo /etc/apt/sources.list
remova tudo que há dentro e coloque a seguinte linha:

deb http://ftp.br.debian.org/debian/ unstable

Depois, no console (um de cada vez), digite:

apt-get update
apt-get dist-upgrade
apt-get install x-window-system x-window-system-core x-window-system-dev
apt-get install kdm
apt-get install kde-core

Isso faz com que o sistema X gráfico funcione (com KDE). Depois recomendo instalar o synaptic (apt-get install synaptic). Ai, é só selecionar os pacotes que desejar e ir incrementando o seu Debian.


Extraindo somente o áudio do seu DVD para .wav


Instale o transcode. Veja o exemplo abaixo que extrai o áudio para wav:

transcode -i /dev/dvd -x null -a 0 -y null,wav -u 100 -T (titulo),(capitulo),(visão) -o nome_arquivo.wav

Extraindo somente o áudio do seu DVD para .ogg
transcode -i /dev/dvd -x null -a 0 -y null,wav -u 100 -T (titulo),(capitulo),(visão) -o nome_arquivo.ogg


Como deixar seu Ubuntu pronto para aceitar compilações


Instalar os seguintes pacotes, supondo que já contenham o gcc and g++:

$ sudo apt-get install build-essential
$ sudo apt-get install manpages-dev autoconf automake libtool
$ sudo apt-get install flex bison gcc-doc g++


Utilizando o pdftk


O pdftk é um software para manipular arquivos .PDF, permitindo concatenação, mudança de nomes, etc... Veja os exemplos abaixo:

Concatenar arquivos em um único
pdftk 1.pdf 2.pdf 3.pdf cat output 123.pdf
ou
pdftk A=1.pdf B=2.pdf cat A B output 12.pdf
ou
pdftk *.pdf cat output combinado.pdf

Quebrar páginas pré-selecionadas em múltiplos pdfs
pdftk A=one.pdf B=two.pdf cat A1-7 B1-5 A8 output combinado.pdf

Descomprimir um PDF para a edição em um editor de texto
pdftk mydoc.pdf output mydoc.clear.pdf uncompress

Restaurar um pdf (nem sempre é possível)
pdftk quebrado.pdf output arrumado.pdf


Melhorando a performance de seu disco rígido (HD)


Um programa que recomendo para verificar a velocidade de seu disco tanto como setar o DMA, é o hdparm. Veja os exemplos:

Testando a velocidade
hdparm -t /dev/hda

Mais configurações
man hdparm

obs: recomendo ver as especificações de seu disco antes de setar novos parâmetros, pois errados, eles podem danificar fisicamente seu disco. É por sua conta e risco.


Clonando um disco (HD)


Há um programa que chama-se dd e que efetivamente clona um HD. O único requisito é que o HD origem seja menor ou igual ao HD destino (se o HD destino sobrar, faça a partição do mesmo). A sintaxe do comando é dd if=origem of=destino".

Por exemplo, se seu disco origem é o /dev/hda e o destino é /dev/hdb, então:

dd=if=/dev/hda of=/dev/hdb


A cópia é realizada bit a bit, o que garante a cópia de qualquer sistema de arquivos, inclusive Windows. Isso garante, por exemplo a cópia de discos com particionamento para Windows e Linux.



Placa de video SIS 660/661FX/M661FX/M661MX/741/741GX/M741/760/M760 e o xorg


Estes modelos não possuem (até esse momento) um bom suporte para o DRI (3D da placa), e por isso o glxgears mostra certa "lentidão".

Mas, esse exemplo de xorg.conf parece otimizar um pouco esse problema, mas não saná-lo.

# Criado por Jean Piton em 03/03/2006

Section "Files"
FontPath "unix/:7100" # local font server
# if the local font server has problems, we can fall back on these
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/misc"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/cyrillic"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/100dpi/:unscaled"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/75dpi/:unscaled"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/Type1"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/CID"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/100dpi"
FontPath "/usr/lib/X11/fonts/75dpi"
EndSection

Section "Module"
Load "bitmap"
Load "dbe"
Load "ddc"
# Load "dri"
Load "extmod"
Load "freetype"
Load "glx"
Load "int10"
Load "record"
Load "type1"
Load "v4l"
Load "vbe"
EndSection

Section "InputDevice"
Identifier "Generic Keyboard"
Driver "keyboard"
Option "CoreKeyboard"
Option "XkbRules" "xorg"
Option "XkbModel" "pc105"
Option "XkbLayout" "br"
Option "XkbVariant" "abnt2"
Option "XkbOptions" "abnt2"
EndSection

Section "InputDevice"
Identifier "Configured Mouse"
Driver "mouse"
Option "CorePointer"
Option "Device" "/dev/input/mice"
Option "Protocol" "ImPS/2"
Option "Emulate3Buttons" "true"
Option "ZAxisMapping" "4 5"
EndSection

Section "Device"
Option "EnableSISCtrl" "yes"
Option "IgnoreEDID" "true"
Option "DRI" "off"
Identifier "Videocard"
Driver "sis"
VendorName "Silicon Integrated Systems"
BoardName "SiS 660/661FX/M661FX/M661MX/741/741GX/M741/760/M760"
# Option "RenderAccel" "true"
Option "AllowGLXWithComposite" "true"
Option "SHMConfig" "on"
# Option "NoXVideo" "true"
EndSection

Section "Monitor"
Identifier "Generic Monitor"
# Option "DPMS"
HorizSync 28-50
VertRefresh 43-75
EndSection

Section "Screen"
Identifier "Default Screen"
Device "Videocard"
Monitor "Generic Monitor"
DefaultDepth 24
SubSection "Display"
Depth 16
Modes "1024x768" "800x600" "640x480"
EndSubSection
SubSection "Display"
Depth 24
Modes "1024x768" "800x600" "640x480"
EndSubSection
EndSection

Section "ServerLayout"
Identifier "Default Layout"
Screen "Default Screen"
InputDevice "Generic Keyboard"
InputDevice "Configured Mouse"
EndSection

Section "DRI"
Group 0
Mode 0666
EndSection



Fstab - Uma configuração para USB


Este é mais um exemplo de arquivo de configuração de um fstab que ativa dispositivos usb.

# Criado por Jean Piton em 4/06/2006
#
#
proc /proc proc defaults 0 0
sysfs /sys sysfs defaults 0 0
/dev/hda2 / reiserfs notail 0 1 #disco root
/dev/hda6 none swap sw 0 0 #swap

#Montagem manual
/dev/hda1 /media/hda1 vfat rw,users,noauto 0 0 #windows

#Montagem com permissao para todos users
/dev/hda5 /media/hda5 vfat iocharset=iso8859-1,umask=000 0 0 #Windows
/dev/hdc /media/cdrom0 udf,iso9660 rw,users,noauto 0 0 #cdrom

#Controladora externa
/dev/scd0 /media/dvdrom udf,iso9660 rw,users,noauto 0 0

#Dois tipos de USB, normalmente câmera e pendrive
/dev/sda1 /media/usb vfat rw,users,noauto 0 0
/dev/sda /media/usb0 vfat rw,users,noauto 0 0



Como montar uma ISO no Linux?


A ISO é um arquivo que consta na cópia total de um CD ou DVD, ou seja, é como se estivesse rodando um CD ou DVD por um único arquivo. Mais informações clique aqui.

Para "rodar" uma iso, basta você montá-la como um dispositivo. Por exemplo, se você tem o arquivo imagem.iso e quer montá-lo em /media/cdrom, basta digitar (como root ou sudo (Ubuntu)):

mount imagem.iso /media/cdrom -t iso9660 -o loop

Para desmontar a iso:
umount /media/iso/

Observo que isso vale para qualquer tipo de dado, ou seja, pode ser desde um filme (em CD ou DVD) até dados.


Ativar módulo de leitura para cartões SD e MMC no linux


Se você possui um laptop/notebook que possua leitor para cartões e também esteja com o kernel acima de 2.6.17.xx , então apenas adicione em /etc/modules as seguintes linhas:

#Ativa cartao SD
sdhci
mmc_block

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algumas recomendações antes de postar um comentário:

* Deve estar relacionado com o assunto da postagem. Caso contrário não será publicado.
* Não serão aceitos: palavrões, ofensas, discriminação e comentários anônimos.

Antecipadamente, obrigado pelo seu comentário.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.